O Trânsito de Mercúrio.

Em Astronomia, denominamos “Trânsito Planetário” ao fenômeno no qual um planeta passa “na frente” de um outro corpo celeste, segundo o ponto de vista de um determinado observador. Uma situação particularmente interessante ocorre quando um Planeta passa “na frente” do Sol. Somos capazes de observar o trânsito dos Planetas Interiores (Mercúrio e Vênus) pela nossa estrela, o Sol.

Sistema Solar: Mercúrio e Vênus são os dois planetas mais próximos do Sol, seguidos pela Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, nesta ordem.

 

O primeiro registro do trânsito de um planeta pelo Sol data de 1631, realizado pelo astrônomo francês Pierre Gassendi ( 1592-1655), que observou  Mercúrio transitar pela nossa estrela. O próprio Gassendi teve a oportunidade de ser também o primeiro a observar o trânsito de Vênus, que naquele ano ocorrera alguns meses depois, no entanto, condições climáticas desfavoráveis impediram o feito, conseguido apenas em 1639 por Jerimiah Horrocks e William Crabtree.

Um caso mais raro de trânsito é aquele no qual um planeta passa na “frente” de outro. O próximo evento deste tipo está previsto para o dia 22 de novembro de 2065, quando Vênus “transitará” por Júpiter (já sendo estraga prazeres, este fenômeno astronômico ocorrerá muito próximo do Sol, segundo visto da Terra, de modo que sua observação será muito difícil).

Em 3 de junho de 2014, o Rover Curiosity , nosso embaixador em solo marciano, observou pela primeira vez o trânsito de um planeta (de novo Mercúrio) a partir da superfície de um outro planeta que não a Terra. Pode-se assistir a um pequeno vídeo gravado pelo próprio Curiosity no site http://www.iflscience.com/space/curiosity-observes-first-transit-another-world (Acesso em 06/05/2016).

No trânsito, o corpo que está mais próximo é muito menor do que aquele que está mais distante (Mercúrio e Sol ou Vênus e Sol, por exemplo), o inverso do Trânsito é o fenômeno da “Ocultação”, quando o corpo mais próximo é muito maior do que aquele que se encontra mais distante.A seguir temos representado um sistema com uma estrela e um planeta orbitando-a (também serviria se fosse um planeta e um satélite, por exemplo), onde ficam claros os dois fenômenos, o Trânsito, quando o planeta passa na frente da estrela e a ocultação, quando o planeta passa “atrás” da estrela.

Trânsito e ocultação.

No próximo dia 09, seremos presenteados mais uma vez com o Trânsito do planeta Mercúrio pelo Sol, tal como observado por Gassendi. Além de ser um belo espetáculo, teremos uma ótima oportunidade para perceber o gigantismo de nossa estrela, já que Mércurio tem diâmetro de aproximadamente 4900 km e, no entanto, parecerá apenas um pontinho em comparação com o Sol.

sol

Trânsito de Mercúrio em 10 de novembro de 1973

Mais informações:

http://inspirehep.net/record/842679/plots

https://en.wikipedia.org/wiki/Pierre_Gassendi

https://en.wikipedia.org/wiki/Transit_(astronomy)

http://www.iflscience.com/space/curiosity-observes-first-transit-another-world

Sobre o autor do texto

pp (1)
Professor Irapuan Filho
IFMA-Campus Codó\SEEDUC-MA\GSS\CAC- Clube de Astronomia de Codó

 

 

 

 

 

Teresina é representado em Encontro de Física e Astronomia da UFSC

12814807_1001701053233339_4517707427859238281_n

João Evangelista Steiner e Edward Montenegro

12794397_1001701049900006_2939327677145800323_n (1)

Edward Montenegro, falando do projeto “De olho no céu de Teresina”, durante seminário na UFSC

O estudante Edwar Montenegro, do curso de Licenciatura em Física do Campus Teresina Central e atual presidente de GSS, foi destaque no IV Encontro de Física e Astronomia, ocorrido de 22 a 26 de fevereiro, no Campus Florianópolis da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Com a orientação do professor do IFPI-Teresina Central, Ayrton Vasconcelos Lima, Montenegro apresentou o seminário “A Observação Astronômica como Ferramenta Motivadora para o Ensino-Aprendizagem em Física”. Ele foi o único estudante da graduação a apresentar trabalho na categoria seminários.

O interesse dos participantes do evento sobre o trabalho se deu devido à forma simples como é feita a abordagem do estudo de física, utilizando o céu como laboratório para observar e discutir alguns fenômenos e leis da física. Edwar fundamentou seu estudo nas experiências realizadas no projeto “De Olho no Céu de Teresina” desenvolvido no Campus Teresina Central.

 

Fonte: IFPI

Celebremos hoje o International Darwin Day

 10974237_833054403400334_4764341294356508661_o

Hoje todos estamos celebrando o Dia internacional de Darwin, cujo objetivo é inspirar as pessoas para refletir sobre suas contribuições para a Ciência. Darwin, desde que publicou seu livro “A origem das espécies” tem sido o foco das comemorações e homenagens por cientistas, livres pensadores e amantes da ciência. Sua descoberta da seleção natural como mecanismo para a evolução do progresso científico, se desprendeu das garras das limitações teológicas e abriu o caminho para uma compreensão mais completa do nosso lugar no universo. Suas representações ousadas da evolução Darwiniana através de variação genética e seleção natural, possibilitaram ao longo dos últimos 200 anos as maiores realizações nas áreas da saúde, filosofia e bem-estar humano. E também têm elucidado inúmeras contribuições nos dias atuais para a Ciência. Darwin, com toda sua determinação, coragem intelectual e curiosidade, merece ser homenageado pela sua notável contribuição na biologia, cosmologia, e o processo científico em geral, ocasionando uma imensa vontade de compreender a vida moderna em todos nós.

Feliz Darwin Day!

Bióloga Thays Bentes

GSS Promove evento para desmistificar o termo “Fim do Mundo”

 

 

11755821_910076929031414_1254889958897708602_n

Ao longo da historia nossa sociedade foi e é constantemente bombardeia com noticias  anunciando a data para o “fim do mundo”, seja por jornais sensacionalistas ou grupos conspiratórios,  por estes e outros motivos no dia 22/08/2015 (sábado), acontecerá uma rodada de palestras no auditório do IFPI-Teresina Central, com o intuito de desmistificar várias teorias conspiratórias, mitos, folclore e noticias sensacionalistas sobre o “fim do mundo”.

O evento é aberto ao publico em geral e é uma iniciativa do GSS, juntamente ao AstroPT, IFPI – Instituto Federal do Piauí e o Teresina Hacker Clube, procura esclarecer o que a ciência tem a dizer a respeito e de que forma poderia acabar um mundo qualquer no universo.

Para conferir a programação completa e participar, basta confirmar presença no link do evento no Facebook e no dia 22 comparecer com um kg de alimentos no perecível (OBS: alunos do IFPI de todos os niveis a entrada é gratuita) às 14:00 horas.

 

ALUNA DO CURSO DE FÍSICA DO IFPI TEM TRABALHO ACEITO NA XXXIII RTFNB.

281912_381308542033333_2161721714464159537_n

Evanilde Fernandes é tesoureira da GSS desde 2014.

Aluna do curso de física do IFPI-Campus Teresina Central e atual tesoureira da GSS, Evanilde Fernandes da Rocha teve trabalho aceito na XXXVIII REUNIÃO DE TRABALHO SOBRE FÍSICA NUCLEAR NO BRASIL.

A Reunião de Trabalho sobre Física Nuclear no Brasil (RTFNB) é um evento realizado anualmente pela Sociedade Brasileira de Física desde 1978, com o intuito de promover a pesquisa em física nuclear no Brasil. A 38ª Reunião será realizada em Mangaratiba, RJ, de 07 a 11 de setembro de 2015, dito evento contará com a presença de pesquisadores de instituições nacionais e estrangeiras. O programa contempla os diversos campos da física nuclear em que há atividade de pesquisa no país.

GSS E IFPI-TERESINA CENTRAL desenvolvem projeto de observação astronômica

10953100_1043583978991885_667146006_n

De Olhos no Céu de Teresina, é um projeto de observação astronômica aberto ao publico em geral. Créditos GSS,IFPI/DIREX

Alunos do curso de física do Instituto Federal do Piauí – IFPI, membros da Graviton Scientific Society – GSS orientados pelo professor Ayrton Vasconcelos desenvolvem projeto de observação astronômica. A iniciativa desse grupo de alunos tem como objetivo despertar o interesse do público, em geral, à observar e conhecer um pouco mais sobre o nosso cosmos.

As atividades de observação serão precedidas de breve explicação sobre a historia e uso do telescópio, bem como de descrições dos corpos celestes a serem observados. As observações serão iniciadas no mês de abril e contam com o telescópio e espaços do Instituto Federal do Piauí, tendo em vista que as atividades acontecerão no campus do IFPI-Teresina Central (estacionamento – prédio B), no horário de 17:00 às 21:00 horas.

O projeto é aberto a todo público (menores de 12 anos devem ser acompanhados por responsável). Para cada dia de observação será ofertada vinte vagas.

Para saber como participar ou informações mais detalhas sobre o projeto entre em contato:

E-mail: [email protected]

gss1.org

fone: 086-8871-5379

CERTIFICADOS DO I CURSO DE INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA E ASTROFÍSICA.

Informamos aos alunos que participaram do “ I Curso de Introdução à Astronomia e Astrofísica”, realizado no dias 20, 27 de setembro e 4 de outubro de 2014, no Instituto Federal de Educação do Piauí (IFPI), que os certificados já estão disponíveis na Diretoria de Extensão do IFPI- Campus Teresina Central- prédio B. Os certificados serão entregues somente as pessoas que cumpriram a carga horária mínima exigida de 75% das aulas ministradas. O I Curso de Introdução à Astronomia e Astrofísica foi realizado numa parceria da GSS e IFPI–Teresina central. E teve como objetivo desenvolvere estruturar conhecimentos básicos sobre corpos celestes tais como estrelas, planetas e galáxias.GSS1