PASSAGEM DO COMETA NEOWISE

Sempre é bom apreciar as maravilhas do Universo, ainda mais quando são, de certa forma, raras de se ver: um exemplo é o C/2020 F3 (NEOWISE) ou “Cometa Neowise”. Foi descoberto em 27 de março de 2020 pelo telescópio espacial NEOWISE (daí o nome). Trata-se de um objeto de aproximadamente 5 km de diâmetro, viajando a 231.000 km/h, com órbita retrógrada, de longo período (aproximadamente 6.800 anos), e trajetória praticamente parabólica. Para o Brasil, durante os próximos dias, mais especificamente a partir do dia 22 de julho de 2020, estará com boa magnitude e a uma distância aproximada de 103 milhões de km da Terra, podendo ser observado à vista desarmada (“olho nú”, em locais extremamente escuros e sem poluição visual), ou através de instrumentos tipo binóculos, lunetas, telescópios, etc., sempre ao Noroeste, próximo ao pôr do Sol (este último, tão belo quanto a passagem do cometa!!!!!).

Créditos: @NASASOLARSYSTEM

Cabe salientar que, para uma boa observação, é bom ficar atento a algumas dicas, tais como procurar um horizonte limpo, sem obstáculos tipo edificações, ou até mesmo se afastar da cidade, visando o mínimo de poluição visual, e tomando os devidos cuidados com o distanciamento social (afinal de contas, estamos atravessando uma pandemia!!!). Ferramentas computacionais (softwares ou aplicativos) tais como o Skywalk, Starchart ou Stellarium podem ajudar bastante.

Por Jussiê Soares (GSS)

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *