O Graviton convida você a ver a “Estrela de Belém”.

O Natal é uma época simbólica que costuma trazer a abordagem de diversos aspectos, sendo os bíblicos e humanísticos os mais debatidos. Pois bem, saibam que faremos aqui uma abordagem que escapará do que é de costume: uma abordagem científica. No caso, falaremos da famosa “Estrela de Belém”, também conhecida como “Estrela de Natal” ou “Estrela Guia”, que costuma ser destaque no que diz respeito à sua importância religiosa para a humanidade, pois teria revelado o nascimento de Jesus aos 3 Reis Magos e teria os guiado até Belém.

Pois bem, para alguns cientistas, o que ocorreu à época (a observação do ponto extremamente brilhante no céu) pode ter sido resultado da visualização do Cometa Halley, outros, de uma ocultação de Júpiter pela Lua. São diversas as tentativas de se explicar a origem da “Estrela de Belém”, o que amplia a imaginação de estudiosos das diversas áreas do conhecimento.

Segundo alguns cientistas, será possível observar uma das possibilidades para a ocorrência do fenômeno em destaque: Tal estrela seria resultado de um alinhamento entre 2 planetas do Sistema Solar: Júpiter e Saturno. Não é incomum a ocorrência desse tipo de conjunção (costuma ocorrer a cada 20 anos), no entanto, a aproximação que acontece em dezembro, é excepcionalmente rara, pois a última vez em que eles estiveram tão próximos foi no ano de 1226.

A estrela de Natal? Júpiter e Saturno vão formar o primeiro "planeta duplo" visível em quase 800 anos
Imagem: https://www.dn.pt/vida-e-futuro/a-estrela-de-natal-jupiter-e-saturno-vao-formar-o-primeiro-planeta-duplo-visivel-em-quase-800-anos-13109179.html
Qual o significado da estrela do Natal? Ela era realmente uma estrela?
Imagem: https://osr.org/pt-br/blog/dicas-presentes/estrela-do-natal

O fato é que, independentemente da real história da Estrela de Belém, nós do Graviton estaremos de olho em mais esse importante fenômeno da natureza, que ocorrerá entre os dias 16 e 21 de dezembro, em horizontes abertos, após o pôr do sol. Portanto, de olho no céu, nobres curiosos!!!!!!

Texto: Jussiê Soares (Graviton – IFMA)

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *